Arquivo | Pelo Mundo RSS feed for this section

Cenas do cotidiano

14 maio
Homenagem ao Dia das Mães 
Mesmo que a natureza não permita, o amor transcende para que eles também sintam a magia de carregar um filho no ventre. Homenagem ao Dia das Mães – Exposição “Ode ao pai” do fotógrafo holandês Kees Spruijt reúne 23 fotos de pais entre 25 e 54 anos posando “grávidos”. – em Kusthal Rotterdam
Vida tranquila espelhada nos canais de Leiden, na Holanda.
13112012295
Banho de sol a -15 graus em São Petersburgo, Rússia.
Sao Petersburgo
A curiosidade para descobrir o que tem do outro lado do muro! – em Berlim
IMG_5264
Texto e fotos: Flávia Waltrick
Anúncios

Hogmanay: o Ano Novo escocês!

11 jan
Edinburgh's Hogmanay Street Party 2010

Multidão na Princes Street durante a festa da virada

Nem todo Reveillon na Europa é animado. Em muitas cidades queimam-se os fogos, a multidão se dispersa e a festa acaba. Mas em Edimburgo, capital da Escócia, a conversa é outra. Para quem procura um lugar diferente do convencional, o Hogmanay pode ser uma ótima pedida, especialmente se você estiver disposto a passar a virada ao som de muita música escocesa.

A procissão de tochas é uma tradição da era viking

A procissão de tochas é uma tradição da era viking

Para brindar, nada de champanhe! Esteja munido de um bom scott para aguentar o frio (além do mais, a cerveja não é o forte por lá)! Considerada uma das maiores festas de Ano Novo do mundo, o Hogmanay reúne cerca de 100 mil pessoas todos os anos nas ruas da cidade. A maior festa acontece numa das ruas principais da capital, a Princes Street, aos pés do castelo de Edimburgo.

Banho nas águas geladas do rio Forth é farra e tradição no primeiro dia do ano

Muita farra no primeiro dia no ano durante o banho nas águas geladas do rio Forth

São três dias de muita festa e entre 30 de dezembro e 1 de janeiro, diversas atrações movimentam a cidade, como a procissão de tochas, concerto a luz de velas na catedral St Giles, discoteca para crianças, triathlon, corrida de cachorros de trenó e até um mergulho no rio Forth para celebrar o início do ano (independentemente das baixas temperaturas, já que a tradição de mais de 400 anos serve para arrecadar dinheiro para instituições de caridade no Reino Unido).

Na noite da virada, o centro da cidade fica tomado por várias festas espalhadas com música eletrônica, bandas e o evento mais típico, “The Keilidh”. Lá, a ideia é celebrar o Ano Novo no embalo da tradição celta: com direito a gaita de foles, saias kilt e coreografia escocesa. Confira no vídeo abaixo:

Texto e vídeo: Flávia Waltrick / Fotos: BBC

Feliz Natal!

21 dez
IMG_9307

Árvore de Natal e a Catedral de Colônia

As tradicionais feiras de Natal movimentam ainda mais a Alemanha nesta época do ano. As “Weihnachtsmarkt” são realizadas em diversas cidades desde a Idade Média. A mais antiga delas acontece em Dresden e chega a receber 2 milhões de visitantes todos os anos.

A feira de Colônia também é muito procurada, onde centenas de barraquinhas são montadas nas sete feiras espalhadas pela cidade com ofertas variadas: artesanatos, brinquedos, roupas de inverno, doces e muitas comidas típicas como as famosas salsichas grelhadas com mostarda, muita cerveja e vinho quente.

Olha aí uma palinha do show na feirinha de Natal em Colônia!

Texto, fotos e vídeo: Flávia Waltrick

As paisagens da Noruega

12 set

Aurlandfjord, braço do mais longo e mais profundo fiorde da Europa, o Sognefjorden

A Noruega, país escandinavo que se situa a oeste da Suécia, é muito conhecida por seus famosos fiordes e cidades como Bergen, que faz parte do trajeto para as principais montanhas rochosas. Geralmente a capital, Oslo, acaba ficando para segundo plano. Mas quem já passou por lá – por incluir no roteiro ou por fazer parte do caminho para os fiordes – não se decepcionou!

Continue lendo

Auschwitz: reflexões de uma barbárie

28 ago

Entrada em Auschwitz e a irônica frase de boas-vindas: “O trabalho liberta”

Visitar o campo de concentração Auschwitz-Birkenau, na Polônia, certamente não é dos passeios mais agradáveis. A experiência é dolorosa e chocante, porém muito valiosa. Impossível não refletir sobre tudo que aconteceu ali e como o mundo se calou por tanto tempo diante de tantas atrocidades.

Inúmeros corredores com fios de alta tensão e vigilância permanente formavam o cenário de Auschwitz

O Holocausto não foi o único massacre da história da humanidade, mas é sem dúvida um dos mais falados e relembrados. Já não é novidade revelar todas as crueldades cometidas contra judeus, homossexuais, ciganos, doentes mentais, grupos religiosos como Testemunhas de Jeová, opositores políticos do nazismo e qualquer pessoa que ameaçasse o governo de Hitler; bem como contabilizar os mortos e enumerar as diversas formas de experimentos científicos e execução dos prisioneiros, tópicos amplamente debatidos até hoje.

Continue lendo

Cracóvia

20 ago

Segunda cidade mais importante da Polônia, Cracóvia é hoje um dos destinos mais procurados do país. Lendas medievais misturam-se aos fatos mais recentes, como a ocupação nazista e a famosa fábrica de Oskar Schindler, e fazem da cidade um lugar cheio de casos e histórias interessantes. O turismo na região passou a ser ainda mais intenso por outros dois motivos, no mínimo, contraditórios: a 70 quilômetros ao oeste de Cracóvia está o campo de concentração de Auschwitz, onde cerca de 1 milhão de judeus foram mortos; enquanto a 50 quilômetros ao sul encontra-se a cidade de Wadowice, onde nasceu Karol Wojtyla, o Papa João Paulo II, beatificado e reverenciado por milhares de devotos.

Continue lendo